ranscultura: Conheça o Rap Genius, site que traduz as intrincadas letras do rap americano

Sobre o autor

BTS: Luiz Fernando Casanova Doin

Luiz Fernando Casanova Doin

é fundador e sócio-diretor da BTS – Business Translation Services, empresa de tradução sediada em São Paulo com mais de 15 anos de existência e mais de 5.000 clientes atendidos. Formado em Administração de Empresas pela Universidade de São Paulo (USP) e em Comunicação Social com ênfase em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), é um apaixonado pela área de tradução e um estudioso do setor que procura aliar seus conhecimentos acadêmicos e experiência à prática tradutória.

Rap sem mistérios

RIO – O sujeito faz curso de inglês, estuda bastante, tudo para conseguir entender as letras das suas músicas favoritas do rap dos EUA. Quando, finalmente, domina o idioma, a surpresa: mais da metade das letras tem tantas piadas e referências internas que se torna incompreensível até para os nativos da língua. Por isso, existem diversas páginas com “traduções”, do inglês para o  próprio inglês, de músicas conhecidas. Poucos tão completos e interativos quanto o Rap Genius.

Quando o fundador da página, Mahbod Moghadam, foi explicar a letra de “Family ties”, de Cam’ron, para o amigo Tom Lehman, descobriu que estava completamente enganado sobre o significado de uma frase sobre “80 buracos numa blusa e está vestido como um jamaicano” (referência a um tipo de camiseta muito usado na ilha, não a farrapos, como ele pensava). Pronto, nascia o Rap Genius, cuja programação foi feita pelo próprio Tom. A página conta hoje com dez mil colaboradores, 200 dos quais são editores, aprovando o conteúdo gerado pelos usuários.

O formato é parecido com o da Wikipedia, permitindo a cada usuário cadastrado dar seus pitacos sobre as letras. Cada frase tem um link próprio e é constantemente debatida pela comunidade. Basta clicar em cima para descobrir os segredos do rap. Mahbod diz que não foi difícil construir a base inicial e que muitos dos colaboradores do começo continuam participando como editores.

– Difícil é manter o crescimento, já que todo mundo quer ser o pioneiro e perde o interesse em seguida – explica. – Editar o Rap Genius é muito trabalhoso.

As “traduções” são tão precisas que têm admiradores entre os próprios rappers.

– O Lupe Fiasco disse que adora as explicações das suas letras. O Lil B e o Childish Gambino já elogiaram, e o Crooked explicou algumas de suas próprias letras.

Mas nem todos entram na brincadeira. Tyler The Creator, do Odd Future, polêmico e comentado coletivo de rap de Los Angeles, seguindo à risca sua marra, usa seu Formspring para dar respostas sarcásticas, que não explicam nada. Ninguém liga, faz parte da mítica não entregar tudo tão fácil. A omunidade do Rap Genius se vira com o que tem.

Utilizando as redes sociais, a ideia vai se espalhando e já surgiu a versão francesa, o Rap Genius France. Em português há letras do rapper angolano Knowledge Kappa. Mahbod aguarda a versão brasileira.

– Ouvi dizer que o hip hop brasileiro é muito bom. Mal posso esperar para a comunidade brasileira do Rap Genius decolar. Se tiver algum fã brasileiro de rap pronto para começar esse trabalho, por favor escreva para mim: mahbod@rapgenius.com. Se der certo, me mudo para o Brasil com certeza! 

Fonte: http://oglobo.globo.com/cultura/mat/2011/03/31/transcultura-conheca-rap-genius-site-que-traduz-as-intrincadas-letras-do-rap-americano-924133864.asp

Compartilhe esse Post:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
Share on whatsapp