Tradutor online oferece busca contextual em 50 milhões de documentos

Em vez de algoritmos, Linguee busca oferecer opções de tradução a partir da análise de documentos traduzidos por pessoas e órgãos internacionais.

Um tradutor que, em vez de converter, compara trechos já traduzidos de documentos de qualidade, para que se possa escolher a melhor versão. Assim é o Linguee, um serviço de origem alemã que também pode ser usado por brasileiros.

Segundo a Linguee, empresa que criou e mantém o site de mesmo nome, seu banco de dados “tem quase mil vezes mais material traduzido do que qualquer outro dicionário tradicional”. Além disso, a maioria desse material é de frases completas traduzidas por pessoas.

Outro diferencial são as fontes dos documentos utilizados pelo Linguee. São 50 milhões de traduções produzidos por instituições internacionais, como a União Europeia, escritórios de patentes e sites bilíngues da Internet.

O Linguee é gratuito e colaborativo – o site se mantém com publicidade. As cem primeira buscas estão livres de anúncios e, caso o usuário se registre, cada contribuição com uma tradução ou mudança dará direito a mais 40 buscas livres de anúncios.

As opções de tradução oferecidas pelo site incluem português-inglês, espanhol-inglês, francês-inglês e alemão-inglês (e do inglês para todas essas línguas). O Linguee pode ser visitado em http://www.linguee.com.br/.

Fonte: http://idgnow.uol.com.br/internet/2011/02/01/tradutor-online-oferece-busca-contextual-em-50-milhoes-de-documentos/



Luiz Fernando Casanova Doin
Autor: Luiz Fernando Casanova Doin
é fundador e sócio-diretor da BTS – Business Translation Services, empresa de tradução sediada em São Paulo com mais de 15 anos de existência e mais de 5.000 clientes atendidos. Formado em Administração de Empresas pela Universidade de São Paulo (USP) e em Comunicação Social com ênfase em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), é um apaixonado pela área de tradução e um estudioso do setor que procura aliar seus conhecimentos acadêmicos e experiência à prática tradutória.

Deixe uma resposta