Milhares de pessoas defendem a preservação do “chinglish”

Xangai (China), 17 nov (EFE).- Enquanto as autoridades chinesas se esforçam para acabar com o “chinglish”, milhares de cidadãos de Xangai saíram em defesa deste fenômeno, que consiste em más traduções do chinês para o inglês.

Em um dos diversos fóruns na internet que debatem o assunto, o “Salve o ‘chinglish’, uma parte da cultura chinesa em desaparecimento”, alerta que “a Exposição Universal de Xangai 2010 pode representar os últimos dias do ‘chinglish’ na cidade”, e reforça o apoio para salvar a “nossa herança”.

O fórum da rede social Facebook contava nesta terça-feira com 9.055 defensores das traduções como “Be seated defecated” (ou “Defecar sentado”) em lugar de “Toilet” (“banheiro”, em português), estampados em cartazes, roupas e anúncios.

Outras redes sociais, como a chinesa “Douban.com”, também mantêm fóruns dedicados à preservação da mistura dos idiomas chinês e inglês.

No entanto, o fim da Expo 2010, no dia 31 de outubro, não representa o fim do combate ao “chinglish” pelo município de Xangai, que, conforme o diário oficial “Shanghai Daily”, acaba de lançar uma nova campanha de erradicação do dialeto – que reunirá 200 voluntários.

A cidade chegou a publicar um livro no qual alertava para erros comuns. Um exemplo é a frase “The lift is being fixed. During that time we regret you will be unbearable” (“O elevador está sendo regulando. Pedimos desculpas porque você será insuportável”) em vez de “The elevator is being repaired” (“O elevador está em reparação”).

Nos últimos anos, as autoridades chinesas apoiaram diversas campanhas para a erradicação do “chinglish”. A mais famosa foi realizada em Pequim durante os Jogos Olímpicos de 2008.

Fonte: http://entretenimento.uol.com.br/ultnot/efe/2010/11/17/milhares-de-pessoas-defendem-a-preservacao-do-chinglish.jhtm



Luiz Fernando Casanova Doin
Autor: Luiz Fernando Casanova Doin
é fundador e sócio-diretor da BTS – Business Translation Services, empresa de tradução sediada em São Paulo com mais de 15 anos de existência e mais de 5.000 clientes atendidos. Formado em Administração de Empresas pela Universidade de São Paulo (USP) e em Comunicação Social com ênfase em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), é um apaixonado pela área de tradução e um estudioso do setor que procura aliar seus conhecimentos acadêmicos e experiência à prática tradutória.

Deixe uma resposta