Dicionário ganha novas palavras estimuladas pela tecnologia e internet

Saiba qual é o trabalho do dicionarista e como as palavras vão parar no dicionário

A nossa fala é viva, popular e está em constante transformação. A cada ano surgem novas expressões que ganham força nas ruas e principalmente na internet. O que pouca gente sabe não sabe, é que muitas dessas palavras já estão no dicionário e algumas bem conhecidas.

Na rua todo mundo conhece a palavra “Ricardão”. O vendedor Ademir Sanches não tem coragem de explicar, mas avisa. “Tem muito Ricardão andando por aí”. Ricardão, no dicionário quer dizer “o outro, o amante”.

Hoje eu já “tuietei”, “bloguei”. A tarde vou assistir a um filme em um “blu ray”, à noite tem “balada”. Essas expressões, palavras e até verbos que estão na boca do povo há algum tempo e que agora também tem espaço nos livros. Com a modernidade, a língua portuguesa também ganhou novos verbos: tuitar e blogar.

Muitos nomes estrangeiros também invadiram as ruas. A lista é grande: nerd, chororô, sex shop, Enem, flex, test drive e até a saidinha de banco. Alguns produtos e marcas, de tão conhecidos, viraram sinônimo.

O famoso curativo “band-aid” também ganhou espaço, só que foi “aportuguesado”. Ao contrário da marca que tem hífen, o que foi para o dicionário se escreve tudo junto e como se fala. “bandeide”.

Muita gente tem curiosidade para saber como as palavras vão parar no dicionário. O professor e dicionarista Francisco Borba explica como é o trabalho de registrar estas palavras. A função do dicionarista é recolher as palavras das mais diversas fontes e colocá-las numa determinada ordem dentro dos dicionários”, explica.

Francisco Borba é um caça palavras e já lançou três dicionários e prepara mais um, só que agora com ajuda de um aliado, uma ferramenta moderna: a internet, que facilitou a busca por novas palavras, inclusive pelas palavras estrangeiras. “A língua é uma entidade dinâmica e está sempre em movimento”, finaliza Borba.

Fonte:http://eptv.globo.com/noticias/NOT,3,3,355915,Sao+Carlos+Araraquara+Dicionario+ganha+novas+palavras+tecnologia+internet.aspx



Luiz Fernando Casanova Doin
Autor: Luiz Fernando Casanova Doin
é fundador e sócio-diretor da BTS – Business Translation Services, empresa de tradução sediada em São Paulo com mais de 15 anos de existência e mais de 5.000 clientes atendidos. Formado em Administração de Empresas pela Universidade de São Paulo (USP) e em Comunicação Social com ênfase em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), é um apaixonado pela área de tradução e um estudioso do setor que procura aliar seus conhecimentos acadêmicos e experiência à prática tradutória.

Deixe uma resposta