Site em português Site em inglês
BTS - Business Translation Services 11 3289.2289
info@btsglobal.com.br
Google Plus Linkedin Twitter Facebook
Empresa de Tradução com mais de 15 anos e 5.000 clientes atendidos.

Idiomas oferecidos

Tradução para português Tradução para inglês Tradução para espanhol Tradução para italiano Tradução para alemão Tradução para francês
Publicado por Luiz Fernando Casanova Doin, em 08/11/2012, na(s) categoria(s): Notícias.

Qual o melhor tradutor online?

Ferramentas melhoraram muito – e o investimento continua – mas ainda há várias falhas, principalmente para o português. Testamos os três principais serviços

Em janeiro de 1954, a IBM anunciou que o 701 (primeiro computador científico comercial da empresa) havia traduzido pequenos textos do russo para o inglês. Um dos cientistas responsáveis pelo projeto disse que em três ou cinco anos livros inteiros estariam sendo traduzidos por computadores. Ele errou feio – nem hoje isso é possível -, mas de lá para cá essas máquinas tradutoras melhoraram bastante – embora ainda estejam longe da perfeição.

Não que perfeição seja possível, ou que seja uma meta. Nenhuma tradução é perfeita, mesmo quando o tradutor é fluente em ambas as línguas em que está trabalhando. Existem especificidades das sintaxes, das sonoridades. Um velho provérbio italiano afirma: tradurre è tradire ou traduzir é trair, usando o Google Tradutor. Mesmo assim, traduzir é uma prática comum e importante da nossa sociedade – e cada vez mais uma prática automatizada.

A ideia dessas ferramentas, por enquanto, é tornar possível entender outras línguas. As traduções são apenas funcionais – a parte estética da escrita é minimizada -, mas o texto fica acessível. Diversas informações em línguas estrangeiras podem ser acessadas corriqueiramente com a ajuda de tradutores automáticos disponíveis na internet. O primeiro desses serviços foi o Babel Fish, mas a ferramenta mais usada agora é o Google Tradutor.

Ethan Shen, criador do tradutor móvel Gabble On, realizou uma pesquisa de seis semanas no seu site para comparar as três principais ferramentas disponíveis na internet: o Yahoo! Babel Fish, o Google Tradutor e o Bing Translator, da Microsoft. Enquanto o serviço do Google é o óbvio vencedor da comparação (principalmente para textos longos), é interessante notar que em algumas línguas, em textos pequenos, os concorrentes se deram melhor.

A ferramenta do Google possuiu outros diferenciais: integração com o Chrome, o que permite que seus usuários traduzam páginas inteiras enquanto navegam pela internet, sem a necessidade de copiar o texto ou o endereço do site para colar no tradutor; e mais línguas disponíveis, 58 no total, contra 35 do Bing e 13 do Babel Fish (o serviço do Yahoo! não permite combinações entre todos os idiomas).

Além disso, o Google Tradutor possui (claro) aplicativos para smartphones com o sistema operacional da empresa, o Android, e também para iPhones, da Apple. Esses programas têm funcionalidades adicionais em relação ao serviço disponível na web, como com reconhecimento de voz e leitura de textos para alguns idiomas.

Confira uma comparação (sem pretensões científicas) entre essas ferramentas usando alguns trechos de textos literários do século 20:

 

Inglês (“The diamond as big as the Ritz”, F. Scott Fitzgerald)

Original: At any rate, let us love for a while, for a year or so, you and me. That’s a form of divine drunkenness that we can all try. There are only diamonds in the whole world, diamonds and perhaps the shabby gift of disillusion.

Google: De qualquer forma, amemo-nos por um tempo, por um ano ou assim, você e eu. Isso é uma forma de embriaguez divina que todos nós podemos tentar. Há apenas diamantes em todo o mundo, diamantes e talvez o presente gasto de desilusão.

Bing: De qualquer forma, deixe-nos ama por um tempo, para um ano ou mais, você e eu. Que é uma forma de embriaguez divina que nós pode tentar. Existem apenas diamantes em todo o mundo, diamantes e talvez o dom surrado de desilusão.

Babel: Em todo caso, deixe-nos amar por um quando, para um ano ou assim, você e mim. That’ formulário do S.A. da embriaguez divina que nós podemos toda a tentativa. Há somente diamantes no mundo inteiro, diamantes e talvez o presente gasto da desilusão.

 

Francês (“Premier amour”, Samuel Beckett)

Original: Ce qui fait le charme de notre pays, à part bien entendu le fait qu’il est peu peuplé, malgré l’impossibilité de s’y procurer le moindre préservatif, c’est que tout y est à l’abandon sauf les vieilles selles de l’histoire.

Google: O que faz o encanto do nosso país, exceto, é claro que é escassamente povoado, apesar da impossibilidade de obter qualquer preservativo é que tudo está abandonado, a menos as selas de idade da história.

Bing: O que faz o encanto dos nossos países, para além claro o fato de que ele é pouco povoado, apesar da impossibilidade de obter o preservativo menor, é que tudo lá é abandonada exceto fezes antigas da história.

Babel: O que faz o encanto do nosso país, à parte naturalmente o facto de é povoado pouco, apesar da impossibilidade de obter-se mais mínimo preservativo, é que há ao abandono salvo as velhas selas da história.

 

Italiano (“Le città invisibili”, Italo Calvino)

Original: Le immagini della memoria, una volta fissate con le parole, si cancellano… Forse Venezia ho paura di perderla tutta in una volta, se ne parlo. O forse parlando d’altre città, l’ho già perduta a poco a poco.

Google: As imagens da memória, uma vez estabelecida com as palavras, eles cancelam … Veneza Talvez eu tenha medo de perder tudo de uma vez, se eu falar sobre isso. Ou talvez falar de outras cidades, eu perdi o pouco a pouco.

Bing: Imagens de memória, uma vez estabelecidas com as palavras, você… Talvez eu tenho medo de perder tudo de uma só vez, Veneza se eu falar. Ou talvez falar de outras cidades, já perdi.

Babel: não disponível

 

Espanhol (“Rayuela”, Julio Cortázar)

Original: De muchacho, en el café, cuántas veces la ilusión de la identidad con los camaradas nos hizo felices. Identidad con hombres y mujeres de los que conocíamos apenas una manera de ser, una forma de entregarse, un perfil.

Google: Como um menino, no café, quantas vezes a ilusão de identidade com os camaradas nos fez feliz. Identidade com homens e mulheres que conhecia apenas uma maneira de ser, uma forma de rendição, um perfil.

Bing: Rapaz, café, quantas vezes a ilusão de identidade com as camaradas nos fez feliz. Identidade com homens e mulheres de quem mal sabia que uma maneira de ser, uma forma de entrega, um perfil.

Babel: não disponível

 

Alemão (“Die Verwandlung”, Franz Kafka)

Original: Als Gregor Samsa eines Morgens aus unruhigen Träumen erwachte, fand er sich in seinem Bett zu einem ungeheuren Ungeziefer verwandelt.

Google: Como Gregor Samsa despertou uma manhã de sonhos inquietantes, ele encontrou-se em sua cama transformado em um monstruoso verme.

Bing: Quando acordou Gregor Samsa de uma manhã de sonhos inquietos, ele foi transformado em sua cama para uma monstruosa vermes.

Babel: não disponível

 

O próximo passo é a voz

Em janeiro, o Google anunciou uma versão alfa (fase de testes) do modo conversação do Tradutor. A tecnologia irá permitir que duas pessoas falem em diferentes idiomas e tenham suas palavras traduzidas quase em tempo real. A primeira versão funciona apenas em espanhol e inglês e o projeto está bem no início, mas a tecnologia promete ser um passo importante para a comunicação global.

O governo dos Estados Unidos também deve investir nessa direção. A Darpa, agência americana responsável por desenvolver novas tecnologias para uso militar, pediu ao Congresso US$ 15 milhões para criar uma ferramenta, o Boundless Operational Language Translation, que seria basicamente um tradutor universal para textos e voz que entenderia aspectos da linguagem que ainda são um mistério para as máquinas, como gírias, sotaques e uma sintaxe mal construída.

Fonte: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI215360-15201,00.html

No Comments »

No comments yet.

Leave a comment