Site em português Site em inglês
BTS - Business Translation Services 11 3289.2289
info@btsglobal.com.br
Google Plus Linkedin Twitter Facebook
Empresa de Tradução com mais de 15 anos e 5.000 clientes atendidos.

Idiomas oferecidos

Tradução para português Tradução para inglês Tradução para espanhol Tradução para italiano Tradução para alemão Tradução para francês
Publicado por Luiz Fernando Casanova Doin, em 08/11/2012, na(s) categoria(s): Notícias.

Polícia americana “negligencia” terrorismo por falta de meios

FBI não analisa um terço dos documentos eletrônicos que possui

Da France Presse

A polícia federal americana não tem condições de analisar um terço dos documentos eletrônicos que possui e um quarto dos de áudio – parte de sua atividade antiterrorista – por falta de tradutores em número suficiente, revela um relatório.

O texto, do inspetor-geral do Departamento de Justiça americano, Glenn Fine, considera que “não estudar estes documentos aumenta o risco de o FBI não detectar uma informação em sua posse que poderia ser fundamental na luta contra o terrorismo”.

O inspetor-geral afirma que “100% dos 4,8 milhões de páginas de texto em idioma estrangeiro” recolhidos pelo FBI são examinados mas que, em troca, “14,2 milhões de um total de 46 milhões de e-mails” (31%) não o são, o mesmo acontecendo com 1,2 milhão de 4,8 milhões de horas (25%) de documentos em áudio em sua posse.

Citando as mesmas críticas formuladas num relatório precedente sobre a questão, em 2004-2005, Fine revela que o número de tradutores foi reduzido de 1.338 em março de 2005 para 1.298 em setembro de 2008.

O inspetor também lamenta o tempo gasto para contratar um tradutor, que pode ser de até 19 meses – o necessário para que obtenha as autorizações necessárias para manipular documentos secretos.

Copyright AFP – Todos os direitos de reprodução e representação reservados

Fonte: http://noticias.r7.com/internacional/noticias/policia-americana-negligencia-terrorismo-por-falta-de-meios-20091027.html

No Comments »

No comments yet.

Leave a comment