Site em português Site em inglês
BTS - Business Translation Services 11 3289.2289
info@btsglobal.com.br
Google Plus Linkedin Twitter Facebook
Empresa de Tradução com mais de 15 anos e 5.000 clientes atendidos.

Idiomas oferecidos

Tradução para português Tradução para inglês Tradução para espanhol Tradução para italiano Tradução para alemão Tradução para francês
Publicado por Luiz Fernando Casanova Doin, em 08/11/2012, na(s) categoria(s): Notícias.

Netflix estreia de graça, mas com imagem ruim e falha na tradução

Serviço com 25 milhões de assinantes nos Estados Unidos, a Netflix começou ontem a operar no Brasil, oferecendo um mês de acesso gratuito.

A Netflix é um serviço de vídeo sob demanda pela internet. Não é nem locadora virtual (do tipo que entrega um DVD na sua casa) nem operadora de TV por assinatura.

Seu grande atrativo é o preço. Por apenas R$ 14,99 mensais, o assinante tem acesso a uma quantidade razoável de filmes e séries de TV.

Pode-se assistir a todos os longas-metragens e programas de TV disponíveis no catálogo. Pode-se vê-los no computador pessoal, no laptop, no videogame (por enquanto, só nos PlayStation 2 e 3), na TV conectada ou em um televisor ligado a um PC ou notebook. Em outubro, o serviço chega ao iPhone e iPad.Outro ponto forte do serviço: o vídeo é fornecido via streaming, não por download. A exibição começa poucos segundos após a escolha do título e não há interrupções.

Seu principal problema é a qualidade de imagem. Ela depende muito da qualidade de conexão à internet. Quanto maior a banda larga do assinante, melhor a imagem.

Ontem, usando conexões de até 2 megabits por segundo, o blog assistiu a trechos de filmes e de séries com imagens de qualidade muito inferior à de DVDs, embora a Netflix informasse que o conteúdo estava disponível em alta definição (HD) _nem todo o acervo está em HD. Em alguns momentos, a imagem era tão ruim que lembrava YouTube de tempos atrás ou cópia pirata. Em outros momentos, a imagem era boa, no mínimo aceitável.

Outro problema sério: são poucos os títulos com legendas em português. Ou você assiste com dublagem ou em idioma original.

O português, aliás, é um grande obsteaculo para os gringos da Netflix, que só contrataram profissionais no Brasil para o serviço de atendimento ao cliente.

Alguém que provavelmente pensa que Buenos Aires é nossa capital decidiu ofertar títulos em espanhol. Caso de Era Uma Vez no Oeste , de Sergio Leone. A Netflix o anuncia como Hasta que llo su Hora. Da mesma forma, Bonequinha de Luxo (Breakfast at Tiffany’s no original) se vende como Diamantes para el Desayuno (ou “diamantes no café da manhã”). Há ainda Belleza Americana e Anatomia de Grey _nem o SBT ousou fazer isso com a série.

Também por causa da precariedade da tradução, mas não apenas por isso, o serviço de busca é precário.

Captura de Tela 2011 09 05 às 3.24.01 PM 300×123 Netflix estreia de graça, mas com imagem ruim e falha na tradução

Quando se procura por filmes de Martin Scorsese, aparecem 35 sugestões, mas apenas uma, A Última Tentação de Cristo, foi dirigida pelo norte-americano. Até a série Californication e o documentário Mar Sem Fim, com Amir Klink, estão no resultado para “Martin Scorsese”. No entanto, A Cor do Dinheiro, este sim dirigido por Scorsese, está no catálogo, mas não aparece na busca.

Vai melhorar

Reed Hastings, fundador e diretor-geral da Netflix, disse em entrevista a jornalistas brasileiros, ontem de manhã, que o serviço vai melhorar.

A qualidade de vídeo deve melhorar conforme o avanço da banda larga no Brasil, afirma o executivo. Os investimentos em banda larga, discursou, foram o motivo de a Netflix ter escolhido o Brasil para ser o primeiro país, depois de EUA e Canadá, a receber o serviço _que até a semana que vem estará disponível em quase toda a América Latina.

Hastings afirmou que a falta de legendas em português será resolvida em breve. “Hoje parte do conteúdo está dublado em português e parte está com legenda. Tudo terá legenda e dublagem” prometeu.

O diretor-geral também prometeu ampliar o conteúdo, principalmente o nacional, escasso _há pouquíssimos filmes brasileiros e as novelas se limitam a alguns títulos da Band, como Água na Boca.

“Temos mais de mil horas de conteúdo de Hollywood. Começamos com esse conteúdo e depois vemos o que os assinantes gostam para acrescentar mais e mais.”

OK, mister Hastings. Pode começar adicionando pelo menos um título de Stanley Kubrick (de 2001 – Uma Odisseia no Espaço, Laranja Mecânica e O Iluminado), porque nenhum dos 22 títulos que aparecem na busca por “Stanley Kubrick” são desse genial diretor.

Fonte: http://noticias.r7.com/blogs/daniel-castro/2011/09/06/netflix-estreia-de-graca-mas-com-imagem-ruim-e-falha-na-traducao/

No Comments »

No comments yet.

Leave a comment